Atividades Culturais

Artigo-E só porque-Mentor Neto

Artigo-E só porque-Mentor Neto

E só porque

 

E só porque o motorista do primeiro-filho-senador-eleito movimentou R$ 1,2 milhão, entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, dinheiro que ninguém sabe direito de onde veio, não quer dizer, necessariamente, que houve falcatrua envolvendo a família do presidente-que-vai-acabar-com-a-roubalheira. Pode ser que o motorista seja bom em fazer dinheiro, como ele mesmo afirmou, ué!

E só porque ele depositou uma graninha para a primeira-dama pagar um empréstimo não quer dizer, necessariamente, que alguma atividade ilegal tenha ocorrido. Pode ser que ele goste de ajudar, ué!

E só porque alguns funcionários do primeiro-filho-senador-eleito na Alerj depositavam até 99% dos seus salários na conta do motorista não quer dizer, necessariamente, que tinha treta ali. Pode ser que ele ajudasse os colegas a economizar, ué!

E só porque além desse milhãozinho, passaram pela conta do motorista mais R$ 5,8 milhões não quer dizer, necessariamente, que tem caroço nesse angu. Pode ser que ele seja um empreendedor bem-sucedido, ué!

E só porque o motorista não atendeu a duas convocações do MP não quer dizer, necessariamente, que ele esteja escondendo algo. Pode ser que as convocações foram em dias que ele estava doente, ué!

E só porque o motorista apareceu num vídeo no hospital, dançando e rindo, não quer dizer, necessariamente, que ele estivesse sapateando na nossa cara. Pode ser que estivesse feliz porque a sua cirurgia foi um sucesso, ué!

E só porque o Coaf descobriu que o primeiro-filho-senador-eleito pagou R$ 1,1 milhão para alguém que ninguém sabe quem é, não quer dizer, necessariamente, que essa operação seja suspeita. Pode ser que ele tenha doado esse dinheiro para comunidades carentes, ué!

E só porque o primeiro-filho-senador-eleito recebeu 48 depósitos nos caixas eletrônicos da Alerj, num total de R$ 96 mil, com diferença de apenas alguns minutos, não quer dizer, necessariamente, que seja lavagem de dinheiro. Pode ser que ele estivesse tentando decorar a senha da conta, ué!

E só porque em 2002 o primeiro-filho-senador-eleito tinha apenas um Gol 1.0 e, entre 2014 e 2017, tenha vendido dois apartamentos em bairros nobres do Rio no valor de R$ 4,2 milhões, justamente no período que seu motorista movimentou R$ 7 milhões, não quer dizer, necessariamente, que tenha mutreta aí. Pode ser que ele tenha progredido na vida, ué!

E só porque o primeiro-filho-senador-eleito deixou de comparecer às convocações do MP não quer dizer, necessariamente, que ele esteja evitando dar explicações. Pode ser que ele esteja ocupado com a política ou na corretagem de seus imóveis, ué!
E só porque o primeiro-filho-senador-eleito entrou com um pedido no STF para evaporar as investigações não quer dizer, necessariamente, que ele não tenha como se explicar. Pode ser que ele queira evitar que o MP trabalhe demais, ué!

E só porque você não tem imóveis, não tem motorista que movimenta milhões, não é senador, não é filho de presidente-que-vai-acabar-com-a-roubalheira, não justifica sair por aí com teorias da conspiração. Pode ser que você deu azar na vida, ué!

Afinal, só porque há um monte de porquês não quer dizer, necessariamente, que antigamente não fosse pior, ué!

 

 

Agenda Cultural

ANÚNCIO

+ visitados

Envie um email para clorindo@arteecultura.com.br

by Magix